Páginas

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Ex-senador Demóstenes Torres é suspenso de novo

 
O ex-senador Demóstenes Torres (sem partido) está afastado da função de procurador de Justiça, no Ministério Público de Goiás (MP-GO). A corregedoria geral do órgão informou, nesta quarta-feira (10), que a medida se deve à instauração do processo administrativo disciplinar (PAD) para investigar a suposta ligação de Demóstenes com o esquema de exploração de jogos ilegais que seria comandado por Carlinhos Cachoeira, desarticulado em fevereiro deste ano pela Polícia Federal (PF) durante a Operação Monte Carlo.
O G1 tentou contato com o advogado de Demóstenes Torres, Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, mas ele não atendeu as ligações.
Em nota, a corregedoria informou que a análise dos documentos enviados pelo Senado Federal, à Procuradoria Geral da República e ao Poder Judiciário, com base em uma reclamação disciplinar, “revelou a necessidade de instauração do PAD”. O processo é sigiloso e Demóstenes ficará suspenso até o julgamento definitivo do caso, como determina a Lei Orgânica do MP estadual.
A corregedoria instaurou uma reclamação disciplinar contra Demóstenes um dia após seu retorno ao MP, em julho. O procurador estava licenciado do órgão e voltou depois de ter o mandato de senador cassado.
Na ocasião, os parlamentares entenderam que a ligação entre o então senador e o bicheiro Carlinhos Cachoeira, revelada pelas escutas da Operação Monte Carlo, configuravam quebra de decoro de parlamentar. Cachoeira está preso desde o dia 29 de fevereiro, apontado como chefe do esquema ilegal.

Fonte: G1 via Verdade Gospel

Nenhum comentário:

Postar um comentário