Páginas

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Dilma entra em campanha para frear evangélicos

Dilma entra em campanha para frear aos evangélicos
Participará na campanha de seu candidato à prefeitura de São Paulo diante da vitória nas sondagens de Celso Russomanno, respaldado pelas igrejas evangélicas.

 A atual presidenta brasileira, Dilma Rousseff, resolveu entrar de cheio na campanha pelas eleições municipais de outubro, que serão um teste para seu governo.



Rousseff tinha manifestado a seus colaboradores que considerava que era prescindível sua participação na campanha municipal, mas isso foi antes de conhecer a sólida posição nos questionários de Celso Russomanno, candidato respaldado pelas igrejas evangélicas em Sao Paulo, que leva 19 pontos de vantagem sobre Fernando Haddad o candidato de sua força política, o Partido dos Trabalhadores (PT).
A decisão, segundo informaram fontes do próprio governo, é o conselho recebido de seu correligionário político Luiz Lula da Silva depois de consultar pela liderança sólida que mantém um candidato evangélico à prefeitura de Sao Paulo.

 UM TESTE POLÍTICO IMPORTANTE

 Para a chefa de Estado as eleições do 7 de outubro foram, em rigor, o primeiro teste de seu governo iniciado em 2011 e uma derrota em São Paulo do PT significou um sério tropeço político e põe em questão sua reeleição em 2014, comentam alguns analistas.



Por isso, Dilma Rousseff resolveu participar na campanha plenamente, gravando anúncios televisivos para o respaldar e participando pessoalmente na campanha de São Paulo, consignaram fontes governamentais na corrente Globo.
Paralelamente o opositor, Partido Democrata, tem denunciado que Dilma Rousseff anunciou no Dia da Independência a redução do preço da energia só com fins eleitorais, e que tem posto ao serviço do PT "a maquinária do governo". 

Fonte: Protestante Digital

Nenhum comentário:

Postar um comentário