Páginas

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Egito: Muçulmanos que rasgaram a Bíblia serão julgados

Eles queimaram uma Bíblia em frente a embaixada americana e foram levados a juízo pelo crime de insulto

Egito: Muçulmanos que rasgaram a Bíblia serão julgados  
Egito: Muçulmanos que rasgaram a Bíblia serão julgados

A agência de notícias Mena noticiou que três egípcios serão julgados por insultar a religião cristã. Os acusados teriam rasgado e queimado uma Bíblia em frente a baixada americana no Egito.
Os acusados são: Ahmed Mohammed Abdallah, conhecido como “Abu Islam”, presidente da rede de televisão Al-Omma, seu filho Islam, diretor da mesma rede, e o repórter do jornal independente Al-Tahrir, Hani Yassin Gadallah.
Eles participaram de um protesto no dia 11 de setembro contra o filme anti-islã “Inocência dos muçulmanos” que gerou revolta na comunidade islâmica. O caso foi parar na justiça, pois a Procuradoria decidiu abrir o processo por “insulto à religião cristã”.
O Egito é um país predominantemente islâmico, mas há uma pequena parcela da população que pertence à Igreja Ortodoxa Copta de Alexandria, que são cristãos. Esses fiéis estão bastante apreensivos em relação aos protestos, temendo que o filme americano possa fazer com que eles sofram ainda mais ataques da comunidade muçulmana.

Fonte: Gospel Prime

Nenhum comentário:

Postar um comentário