Páginas

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Mais de dois meses e livros do Pastor Silas continuam fora dos catálogos da Avon

  Mais de dois meses e livros do Pastor Silas continuam fora dos catálogos da Avon
Continua a longa jornada, classificada por Silas como “programada” da ausência dos livros  e materiais ligados editora central gospel nos catalogos da Avon
produtos Mais de dois meses e livros do Pastor Silas continuam fora dos catálogos da AvonOs produtos ligados ao líder da Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo fizeram parte dos produtos anunciados pela empresa de cosméticos em sua publicação, durante um bom tempo. Mas ha aproximadamente 75 dias os produtos não são mais comercializados em seus catálogos
A retirada dos seus livros seriam resultados de uma ameaça de ativistas gays, que iniciariam um movimento no qual iriam boicotar a Avon e seus produtos, caso a mesma continuasse a oferecer os materiais da central gospel.
No Catálogo, da edição atual  outras publicações Cristãs, podem ser compradas é só dar uma conferida neste link.
À princípio, a revista se manifestou dizendo que tem “como um de seus mais importantes pilares o respeito à diversidade, em todos os seus aspectos”.
A revista ainda disse que objetivo da empresa era “atender de forma ampla e democrática aos consumidores de mais de 100 países, oferecendo uma ampla variedade de cosméticos e outros produtos – entre eles os livros – para atender à pluralidade de preferências, ideias e estilos de vida”.
Ainda assim mesmo com a resistênciada a retirada dos livros, a avon não publica os materias desde a publicação de 13/06, que já não mais constava os livros relacionados ao pastor Silas.
silasavon Mais de dois meses e livros do Pastor Silas continuam fora dos catálogos da AvonDurante a divulgação dos fatos e apuração das informações, o pastor Silas Malafaia negou veementemente que a empresa tivesse retirado seus livros e demais publicações de sua editora do catálogo, e chegou a afirmar que sites cristãos de notícias estariam “comendo na mão de ativistas gays“.
Informações  levantadas junto à empresa, trouxeram a confirmação de que os produtos haviam sido retirados por tempo indeterminado. Mas o pastor Silas Malafaia rebateu e divulgou nota em seu site afirmando que a medida tomada pela empresa era “programada.”
Silas ainda continuou a divulgar em seus programas televisivos que a Avon continuava comprando dele e que notícia e polêmica envolvendo os fatos foram plantadas para que ele fosse atingido, visto que ele é totalmente contra as leis que trariam “privilégios” aos homossexuais.

Com informações de g+ via A Notícia Gospel

Nenhum comentário:

Postar um comentário